CRM interdita hospital em Teixeira; é o 3° em duas semanas no estado

O Hospital Municipal Sancho Leite,em Teixeira,no Sertão do estado,sofreu interdição pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM/PB).

Ausência de material cirúrgico,de equipamentos básicos, eletrocardiograma, monitor cardíaco, Raio X e cardioversor, estão entre os instrumentos ausentes na unidade hospitalar,para o seu perfeito funcionamento.

Porém,como se não bastasse, o hospital também não conta com equipe médica compatível com seu porte,além de não estar dotado de uma direção técnica.

A interdição tem início já nesta sexta-feira,17. O documento não traz, entretanto, fixação de data para a retomada das atividades.

O CRM alega que foi realizada uma vistoria no final do ano passado,quando foram constatadas as irregularidades, e fixado um prazo até o dia 30 de dezembro de 2019, para as providências, porém nada foi solucionado.

Os médicos estarão proibidos de iniciar novos tratamentos na unidade.

Já os pacientes cujos procedimentos estão em curso, não serão prejudicados, de acordo com a resolução do CRM.

É a terceira interdição feita pelo CRM-PB em menos de duas semanas na Paraíba. Unidades em Aroeiras e Bayeux também tiveram suas atividades suspensas.

 

Da Redação

Foto: Reprodução

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *